7 ideias de organização para começar bem o ano

O quarto de empregada funcionava como um depósito de tudo o que a editora de moda Lena Carderari não sabia onde guardar

Lena Carderari: “Agora, bato o olho de imediato no sapato que desejo calçar”, conta a editora de moda

Depois de entregar a organização do quarto de empregada aos cuidados do arquiteto Décio Navarro, Lena Carderari mostra um único arrependimento: não ter feito isso antes.

“Agora, bato o olho de imediato no sapato que desejo calçar”, conta a editora de moda, que vive num apartamento de 85 m², em São Paulo.

Até pouco tempo atrás, procurar sandálias ou botas exigia paciência: a tarefa podia levar, acredite, quase uma hora. Isso porque ela foi acumulando seus mais de cem pares de forma desordenada no depósito improvisado. E não somente eles.

O ambiente comportava livros, revistas, discos, vinhos, produtos de limpeza, sobras de azulejos de uma reforma e mantimentos. “Falta espaço, daí coloquei tudo ali. Quer dizer, parecia faltar, pois, com a mudança, percebi que era uma questão de aproveitar a área disponível”, fala.

Após reordenar os itens agrupados no quartinho – parte deles deixada lá mesmo, parte distribuída por outros lugares –, ela planeja novas investidas.

“Quero mexer no resto. Organizar a casa tem um efeito mágico, faz a gente pensar na vida e no comportamento”, diz Lena, que pretende encarar malas cheias de roupas mantidas sob a cama.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Lena Carderari reunia os mais diferentes itens no cômodo vizinho à lavanderia. Caixas: utilizadas para acomodar tecidos, papéis de presente e miudezas do tipo. Livros: os volumes que sobraram da sala foram levados à área dos fundos. Sapatos: entre sandálias, escarpins, botas e outros modelos, são mais de cem pares. Apetrechos de limpeza: estes estavam num local adequado. Mas lado a lado com mantimentos, tênis, revistas…

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

O espaço foi inteiramente remodelado e se transformou numa espécie de closet. A ideia de pintar tudo de pink (ref. Rainha, 50RR 11/ 286*, da Coral) realça os sapatos.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Para não atrapalhar a abertura da porta, as pranchas logo atrás dela são menores: têm 20 cm de profundidade. Nas outras, a medida é 30 cm.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Produtos e eletrodomésticos usados na limpeza fcam no armário embutido. A cor ajuda a distingui-lo entre as prateleiras ao redor.

Carlos Campoy

Organização do apartamento de Lena Carderari

O arquiteto concentrou a distribuição dos sapatos dentro do quarto de serviço (um dos expositores fcava na lavanderia). Para isso, forrou duas das três paredes com prateleiras capazes de acomodar 130 pares em fleiras únicas, o que facilita a visualização.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Havia no ambiente dos fundos duas estantes de ferro, do tipo usado em escritórios. Em ambas, porém, a altura entre as prateleiras ultrapassava a medida necessária para abrigar sapatos (entre 25 e 35 cm, no caso dos pares de Lena, que não possui botas de cano longo e rígido). Para eliminar esse desperdício, o arquiteto desmontou os móveis e redistribuiu as pranchas. Agora, o expositor mais alto conta com nove prateleiras – as cinco que já tinha e as quatro da estrutura vizinha. O esqueleto da estante menor foi mantido e, no lugar das superfícies metálicas de antes, exibe suportes feitos de MDF, que a Leroy Merlin cortou no tamanho especificado por Décio. Outras tábuas semelhantes a essas, fixadas em longarinas, multiplicam o trecho destinado aos calçados.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

O livreiro comprado na feirinha da praça Benedito Calixto, abarrotado de sapatos, migrou para a cozinha e deixa as louças do dia a dia à vista.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Com a mudança parcial de utensílios para o móvel da foto acima, mantimentos vieram para a metade superior deste louceiro, mais fácil de acessar.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Os 50 cm de profundidade do bufê permitiam dispor as porcelanas em duas fleiras. Apesar de prática, a solução as deixava muito escondidas.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Nas duas primeiras fotos acima, observe como Décio Navarro mediu cada item do jogo de jantar para calcular as dimensões da vitrine. O mesmo cuidado regeu a disposição das prateleiras no quartinho (terceira foto). A última imagem mostra o marceneiro entrando em ação.

Manu Oristanio

Organização do apartamento de Lena Carderari

Uma ripa mantém os pratos de pé (veja ilustração na página ao lado). Uma linha reta foi formada no centro com os de medidas semelhantes. A moradora mantém os óculos escuros que mais usa perto da porta. É só esticar a mão para pegar um dos acessórios antes de sair. O móvel laqueado também abriga toalhas de mesa e taças. Seu tom rosa se destaca diante da parede tingida de azul (ref. Violeta Inspirado, 90BB 09/186*, da Coral, comprada no Bazar das Tintas).

Carlos Campoy

Organização do apartamento de Lena Carderari

Depois de intervir na área dos fundos, Décio veio com outra boa ideia. Por que não aproveitar uma das paredes da sala para exibir as belas louças de Lena, que mal eram vistas no balcão? O espaço remanescente recebeu livros trazidos do quarto de serviço.

(Texto publicado originalmente no site Exame: http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/7-ideias-de-organizacao-para-comecar-bem-o-ano)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s