Não é só de casa de praia que vive a rede

Por Ive Caceres

Quando eu e minha sócia começamos a decorar o nosso cantinho de trabalho, umas das primeiras coisas que nos veio a mente foi: como vamos fazer para descansar depois do almoço? A resposta (fantástica diga-se de passagem) veio da mãe dela, que nos sugeriu comprar uma rede. Baianidades a parte e com os ganchos escondidos por dois quadros, ganhamos de presente do meu irmão o objeto responsável pelas sonecas da tarde e reuniões descoladas.

Com o tempo, fui percebendo que não é só de casa de praia que vive a rede, e que nós, sem nem saber, estávamos acompanhando uma das muitas tendências do mercado de decoração. Escritórios criativos, como o Google, por exemplo, e casas por todo Brasil já tinham aderido ao item em seus ambientes decorados. Na varanda, no meio da sala, como cadeira ou sofá, o objeto de origem indígena veio preencher os espaços, resgatando o clima de sossego e tranquilidade.

E, como dizem que muitos dos nossos insights vem do ócio criativo, foi deitada na nossa rede que tive a ideia para elaborar este texto. Pesquei, inclusive, algumas referências para inspirar vocês! Espero que gostem 🙂

Image

Escritório do Google:

Image

Escritório da Feijão (nossa rede):

Image

Mais ambientes decorados:

Image

Image

Pra criançada entrar no clima:

Image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s